Assinatura RSS

Arquivo da categoria: NBA

” O time é meu, quando eu me aposentar será do Dwight” Kobe Bryant

Publicado em

          Bom… O Lakers trouxe o pivô mais fortão, comedor de cérebros de crianças emos e destruidor de formiguinhas trabalhadoras, também conhecido como Dwight Howard, o cara é simplesmente o melhor pivô dos últimos 5 anos no mínimo, conseguindo levar o Orlando Magic a uma final de NBA contra o Lakers ( ironia, né?) agora ele está do lado dos amarelinhos e do jogador mais dominante da época ( Kobe Bryant ).

Howard sempre foi muito gente boa, mas na última temporada ele revelou um lado até então desconhecido, mostrou-se bem mimado e fez uma novela mexicana pior que Amigas e Rivais, ele pediu para ser trocado, voltou atrás, quis permanecer mais uma temporada e pediu para ser trocado outra vez e acabou parando no Lakers. Ele já ficou duas vezes ( se eu não estiver errado) em segundo na votação para MVP, tem um contrato com a Adidas que vale mais do que o prêmio da Mega-Sena da virada e é conhecido no mundo todo… até onde o ego dele irá coincidir com o de Kobe Bryant.

Kobe joga no Lakers desde os 17 anos, manda até no  ratinho que entra no Staples Center para comer o resto de pipoca e já disse: ” O time é meu, quando eu me aposentar será do Dwight”, na época do Shaq O’neal isso não deu muito certo tanto que o pivozão acabou indo parar no Miami Heat, hoje Kobe está com 34 anos, já é um jogador consagrado e parece que está disposto a ser mais solidário… Veremos, será que os egos se baterão e o Lakers vai estar mais nas páginas do Nelson Rubens dos E.U.A ou será o campeão?

Anúncios

Steve Nash é o novo armador do Los Angeles Lakers

Publicado em

Kobe: Vamos se campeões, Steve? Nash: Só se eu puder conduzir a bola

Kobe: – Vamos ser campeões, Steve?

Nash: Só se você me passar a bola          

           Uma notícia surpreendeu a todos, ontem próxima a hora que começaria o evento mais improvável da humanidade ( o Corinthians ser campeão da Libertadores) outra notícia improvável aconteceu: STEVE NASH É UM LAKER!!!!

          Isso mesmo, o melhor armador da NBA durante boa parte da década passada, duas vezes  MVP vem jogar com o Kobe no Lakers, ele fechou um contrato de 3 temporadas pelo valor de 25 milhões de dólares, por meio de um sign and trade por escolhas de draft ( duas de primeiro round e duas de segundo round).

         Depois eu escrevo um post detalhado, ainda mais que o Lakers precisa fechar o resto do time, mas foi UMA EXCELENTE CONTRATAÇÃO!!!

        

Qual o problema do Lakers?

Publicado em

Lakers guard Kobe Bryant scores on an alley-oop layup against Clippers guard Chauncey Billups in the game Saturday night at Staples Center.

       Além de jogar, eu ainda sei dançar no ar

           Caramba, é chato falar isso, mas o Lakers é o time mais doido dessa NBA ( ter o Metta Word Peace, ex-Ron Artest ajuda), o time cala a boca de todo mundo, o Kobe joga igual MVP, a defesa encaixa, e na hora de ganhar a estrelinha da professora… Perde… foi assim contra o Denver, o Blazers e ontem contra o Clippers.

       O Kobe voltou a ser o Deus sagrado, comedor do mundo, fodão, pica das galáxias, curador de câncer, salvador da fome na África e Messias dos Judeus,  nos últimos 4 jogos fez 40 ou mais pontos em todos, tá arremessando bem demais, NESSE MOMENTO, é o MVP sem a menor dúvida, tem 32 pontos por jogo de média, a defesa do Lakers é muito boa também, é o 5º time que menos sofre pontos ( 90.79) e o 3º time que menos permite o adversário acertar arremessos ( 41,3% de acertos), até no perímetro que a defesa não é lá essas coisas o time tem a 7ª melhor marca com 31,5% de acertos adversários, ai vocês me falam, esse time é muito bom, olha a defesa desse time, o ataque tem o Kobe Bryant que faz tudo isso de pontos, tá mas o problema é que o ataque “só” tem o Kobe. O Garrafão titular é uma benção dos céus, Bynum e Gasol tem média de 16,4 pontos cada e  Bynum pega 13,8 rebotes, enquanto o espanhol da barba legal pega 9,7, ai você analisa esses números e pensa… CARALHO SE SÓ TRÊS JOGADORES DO TIME FAZEM ISSO, SE OS OUTROS DEREM UMA AJUDINHA O TIME FICA FODÃO, o problema é ajuda dos outros, o outro pontuador da equipe é Matt Barnes que tem uma média de 8,4 pontos.

        Tá bom, eu falei das qualidades do time.. agora vamos aos defeitos que não são poucos, a defesa é tão boa assim né? Não… nem tanto, ela tem um sério problema, ela rouba só 5,6 bolas por jogo, o que dificulta o jogo de fastbreak, ai os vovôs no ataque sofrem mais, que turista em SP, eles perdem 8,7 bolas por jogo, e aí adivinhem, os meninos que gostam de correr fazem a festa, o Lakers perde para um time rápido que cheira a talco, como o Clippers ontem, embora ontem o Lakers tenha cometido 11 turnovers, abaixo da sua média rídicula de 16 por jogo e o Clippers cometeu 9, agora chegamos no ponto que eu queria… a armação, quem acabou com o jogo ontem? CP-3, ele foi marcado hora por Derek Fisher que é um velho caduco, que corre menos que um lutador de sumô, e outra parte por Darius Morris que até me parece um bom jogador, mas é um novato, cheira talco, eu até vejo nele potencial para ser titular, mas não agora, todos armadores rápidos que enfrentam o Lakers fazem a festa.

       Esse é o único problema do Lakers? NÃO! o time também sofre sendo o pior time da NBA nos três pontos, acerta míseros 25%, e olha que nessa temporada veio o Jason Kapono e o Andrew Goudelock, que nem bater punheta sabem, mas arremesar de 3 é com eles, mas por que tanta dificuldade?  Primeiro, o Lakers tem o jogo muito focado no garrafão, com o Gasol e o Bynum, o Kobe também gosta muito de jogar lá, e pontua bastante dentro, a bola fica bastante tempo com esses três jogadores, por ser um time lento, a bola roda pouco, o que não possibilita os chutadores de 3 a ficarem livres para os arremessos, como o time rouba poucas bolas, não tem um jogo  que permita eles aparecem rápidos para arremessar, e além disso, o Lakers não tem um armador que infiltre e abra espaços para os arremessadores de 3, para definir o Lakers é o inverso do Orlando Magic, que gira a bola  e chuta bem de 3, mas é ruim no garrafão, apesar de ter Dwight Howard.

         O Lakers tem alguma solução? Lógico, o time não é absolutamente ruim, só tem um estilo de jogo meio passado, mas é fenomenal na defesa, joga em meia quadra, a bola roda pouco, mas com esse garrafão o Lakers foi bi-campeão… não acho que seria inteligente nesse momento, desperdiçar alguém do garrafão pelo Deron Williams, tenta ganhar essa temporada nas costas do Kobe e do garrafão, depois pega o Deron como free-agent, num sign-and-trade pelo Luke Walton e o Ron Artest… Esse time do Lakers não vai encantar ninguém, mas pode ser que ganhe com esse jogo feio e preso.

Para um mundo melhor é preciso de Love né?

Publicado em

 

       Eu sou bom e jogo no Wolves, to fudido!

         O  Wolves é o saco de pancadas da NBA, a piada de todos, o coitadinho, aquela menina feia que ninguém quer pegar na balada, aquele aluno ruim da sala que é esforçado mas não tira nota, então… um time totalmente desorganizado que não sabe o que faz, tem sempre escolhas boas no draft, mas que sempre dão errado, e oferecem um caminhão de dinheiro para o Darko Milicic, nem um cego faria isso, David Kahn deve estar bebendo muito…

Mas pelo menos em um draft ele acertou, em 2008 ele tinha escolhido OJ Mayo, ai ele  trocou por Kevin Love, que benção dos céus iluminou aquela cabeça grande nesse dia,  no começo, nas duas primeiras temporadas, ele era banco Al Jefferson, tinha que aturar um time péssimo ( ah vá, a água é molhada0, mas no banco e mesmo assim já tinha médias de double-double, mas a partir da temporada passada, o muleque ficou possuído por alguma força sobrenatural, começou a pegar rebotes, igual se pega mulher feia em funk, melhorou seu arremesso de uma forma demoníaca, e nessa temporada até emagreceu, mas  coitado, ele está no Wolves, tem jogadores que na sua rua tem melhores, Darko Milicic fede peixe de fim de feira, Wesley Johnson não é jogador para ser titular, o banco coitado, Anthony Randolph ( quem é esse Pokemon?), Luke Ridnour na armação, enfim ele sofre.

Na temporada passada que ele começou a ter o Love de todos ( péssimo trocadilho), ele só tinha o doidão, amigo do Bob Marley, Michael Beasley, que é daqueles, acorda e fala: hoje eu vou jogar, dá a bola nele que ele faz 40 pontos, MAS, infelizmente ele só faz isso uma vez por mês, então o Wolves fez a pior  campanha da NBA com só  15 vitórias, eles foram pior que o Cavs ( QUE O CAVS !!!), ai nessa temporada, chegou o salvador da pátria, o lindo, o pegador com carinha de criança e nariz de tucano, nosso querido Ricky Rubio, além do promissor Derrick Williams, tá bom, só isso não resolve nada, mas é uma baita base né?.

Mas vamos voltar a Kevin Love, é incrível o jogo do menino do amor, ele é um reboteiro invejável, 15 por jogo, além de fazer 25 pontos por jogo, e o que mais impressiona, é seu aproveitamento, ele acerta 41% dos arremessos de 3 e 49% dos arremessos de quadra, é brilhante seu jogo, ele faz tudo, do jeito que está, deve curar o câncer e acabar com a fome na África, mas, parece que já quer sair do Wolves ( quem não quer?), ele está no seu último ano de contrato, e ele não está muito propenso a assinar uma extensão,  mesmo assim é um free agent restrito, ou seja, se ele receber oferta de outro time é só o Wolves igualar e……. Ele mofa em Minnesota, mas convenhamos é melhor ele sair do Wolves e jogar em um time que realmente mereça o seu jogo. Mas enquanto ele está no Wolves,  com agora o técnico Rick Adelman, joga muito e enche os olhos fazendo jogadas de pick and roll com o Ricky Rubio, e faz do Wolves, um dos times que mais temos vontade de assistir, então melhor aproveitar enquanto dura.

 

 

Andrew Bynum, finalmente o Lakers tem o melhor pivô da NBA?

Publicado em

Lakers center Andrew Bynum battles Rockets center Jordan Hill in the first half for one of his 22 rebounds on Tuesday night at Staples Center.

   Dançando com a bola ( Foto: La times )

              No draft de 2005 o Los Angeles Lakers, tinham a 10ª escolha, e Jim Buss, filho do dono do Lakers, convenceu todos que o jovem de 17 anos, Andrew Bynum era  a melhor escolha, o pivô que nem para a universidade foi, convenceu Phil Jackson que era melhor escolhe-lo ao invés de Danny Granger. Pois bem, o pivôzão sempre foi dono de um enorme potencial, é alto ( tem 2,13), mas sempre foi muito frágil fisicamente.

Bynum nas suas duas primeiras temporadas, era só mais um jovem promissor na liga, ainda não era a presença no garrafão que o Lakers precisava, já havia ganho uma boa massa muscular, chegando a temporada de 07-08 víamos um Drew diferente, já dominante, com médias de  13 pontos, 10 rebotes e 2 tocos por jogos, mas nessa temporada começou a pegar a macumba de algum muçulmano  revoltado com a guerra do Iraque, o jovenzinho que cheirava se machucou no 35º jogo da temporada, e perdeu ela toda, com um problema no seu joelho de porcelana, nas outras duas temporadas seguintes, Andrew perdeu 49 dos 164 jogos do Lakers, jogou os playoffs machucado, e mesmo assim deu conta do recado, na temporada passada ele jogou só 54 jogos dos 82.

Nessa temporada de 2011/12, Andrew não estava machucado ( Deus é Pai), mas perdeu os 4 primeiros jogos por ter agredido o guinomo do Barea ( o video aqui), mas ele voltou possuído por algum demônio do basquete, nos 3 jogos que ele disputou, está com as absurdas médias de 22,7 pontos e 17 rebotes ( ambos os melhores números de todos os pivôs da NBA), mas fora isso, o que vimos é um Andrew mais agressivo que o Chuck Norris, ele vai para  cima sem medo, pula igual o Jadel Gregório para pegar os rebotes, e seus joelhos como vão? Ahhh ótimos, nem sinal de lesão, Bynum está firme, seguro, e por falar nisso, o Lakers pode pensar em desistir de Dwight Howard, eu sempre achei o Bynum melhor que ele tecnicamente, o Howard é um monstro, curador de câncer, destruidor do universo, mas só fisicamente, tecnicamente é sofrível, ele até vem tentando mais arremessos mais longe do garrafão, mas ainda continua ruim, o negócio dele é chutar a bunda de todo mundo e enterrar na cabeça de todos os coitados que cruzam seu caminho, já Andrew, tem em essa dominância física em menor escala, mas é tem um arsenal de ataque de impressionar qualquer Hakeem Olajuwon, joga tanto longe, como perto da cesta, e é tão bom ou melhor que o Dwight na defesa, então… nesse momento eu acho que o Lakers tem um all-star no seu elenco, não é necessário trocá-lo pelo Howard, o foco tem que ser um armador, e ele já tem nome… Deron Williams, mas isso é para depois, o fato é que o Lakers tem com Pau Gasol e Andrew Bynum um dos melhores garrafões da NBA.

 

Qual o melhor armador novato: Kyrie Irving ou Ricky Rubio?

Publicado em

       Olha para o meu nariz…

       A NBA finalmente recebeu o armador espanhol de 21 anos, Ricky Rubio, ele havia sido draftado em 2009, pelo Minessota Timberwolves na 5ª posição do draft, nesse ano de 2011 o número 1 do draft, foi o jovem armador de Duke, Kyrie Irving, ambos são os mais visados pelo mídia, não são bonitos igual o Chirs Kaman, nem gostosas igual a Kim Kardashian, mas é o que tem para hoje, então… vamos lá.

      Vamos primeiramente falar do espanhol narigudo, ele  surgiu no mundo em 2008, nas Olimpiadas, o garotinho jogou muito, tinha só 17 anos, ai todos falaram, ” nossa, nossa ( não é a música do Michel Teló) esse menino é um prodígio, joga muito…” mas o problema é que até hoje, 2012, ele continua com os mesmos defeitos, tem o fisico de um franguinho, pesa só  82 kg e tem 1,93 de altura, além de ser um arremessador bem ruim, mas até que ele está bem, nesses 5 jogos que ele fez pelo Wolves, tem 5-10 nos arremessos de 3, e um total de  15-29 nos arremessos de quadra, e 10-12 nos lances livres, ai um grande defeito do jogo do Ricky, apesar de ele ser um passador incomum, fodão, pica das galáxias, não tem o instinto assassino no ataque, nos garrafões da NBA, com esses brutamontes grandões, gordões, o pobre menininho não tem muito espaço para infiltrações, mas como eu disse, ele passa muito bem, é o melhor rookie nesse quesito com 6,4 passes decisivos por jogo, mas não é só isso, ele mudou os ares do Wolves, com o garotinho em quadra, todos sabem que alguma hora vão receber um passe inesperado, livres e vão enterrar e mandar beijinho para o Rubio. Seus números são, 27 minutos, 8,8 pontos, 6,4 assistências e 3,8 rebotes.

        Agora Kyrie Irving, menininho novo, cheirando a talco, tem só 19 anos, veio para ser a salvação do Cavs, que ainda tá chorando por que perdeu o Lebron, olha, eu assisti os jogos do Cavs quase inteiros, e realmente esse menino é muito bom, ele tem uma visão de passe muito boa, é explosivo, inteligente, mas ainda é muito verde deu para perceber, jogando 4 jogos, ele já tentou  51 arremessos e converteu 20, dando um total de quase 40% de acerto,  nos 3 pontos o menino  da barbinha, está bem pior que o espanhol, tem 4-11, o que dá um total de 36% de acertos, e nos lances-livres, 9-12, que dá um total de 75% de aproveitamento, nos mesmos 27 minutos de Rubio, no quesito passe ele não fica muito atrás, tem 5,5 por jogo, considerando que ele passa a bola para o Antawn Jamisson e o Rubio para o Kevin Love, é melhor dar uma folga para ele, além de pegar 4 rebotes por jogo. Kyrie teve a chance de ter feito o primeiro buzzer beater da carreira contra o Pacers, mas errou uma bandeja livre, após ter costurado a defesa toda.

         Enfim, Rubio e Irving são bem diferentes, Rubio dribla e infiltra bem menos por ser mais magro e mais alto ( 1,93 e 81kg, contra 1,91 e 86kg de Irving), ele dá passes bem melhores e precisos que os de Irving, embora cometam o mesmo número de turnovers, 2,8 por jogo, Rubio está com um aproveitamento melhor nos arremessos, simplesmente porque só tenta na boa, quando está totalmente livre, já Kyrie cria seu próprio arremesso, infiltra bem mais, e é mais assasino, fazendo uma comparação com jogadores atuais, Rubio seria um Rajon Rondo e Irving um CP-3, no futuro eu acho que Irving com certeza será melhor, mas por enquanto, o espanhol narigudo vem surpreendendo mais, mas vejo potencial para Irving ser melhor, vale a pena citar o novato do Heat, também armador Norris Cole, falo dele depois… E vocês, acham que quem será melhor, Ricky Rubio ou Kyrie Irving?

Kobe Bryant: A melhor época já foi…?

Publicado em

Kobe Bryant, Mike Brown

       Kobe: Eu to fudendo tudo, Mike: Vai, pode arremessar! ( Foto: La Times )

              Kobe Bryant, The Black Mamba, o Mr.Clutch,  será que tudo isso ficou no passado? Nesse temporada, ao que parece, Kobe não é mais o mesmo, não anda finalizando bem os jogos, continua forçando arremessos mais bestas que o pateta, enfim, vamos aos números dos últimos 5 minutos de cada um dos jogos do Lakers.

Contra o Chicago Bulls na abertura da temporada, o jogo estava pau-a-pau, o Lakers até melhor na partida, como Kobe foi nos últimos cinco minutos?  2-4 nos arremessos, sendo que ele errou os últimos  dois, faltando 24.9  e 1.o segundos, cometeu duas faltas, e fez dois turnovers, um crucial  faltando 16 segundos.  O Lakers perdeu por 88-87

Já contra o Sacramento Kings, o jogo pendendo para o time de Tyreke Evans, Kobe teve 0-2 nos arremessos, e cometeu um turnover, o jogo se decidiu antes do último minuto, Kobe não teve muito o que fazer. O Lakers perdeu por 100-91

Contra o Utah Jazz, no Staples Center, um passeio do time do Lakers, 96-71, o jogo não precisou ser decidido nos últimos cinco minutos, e Kobe teve 0-1 , mas saiu de quadra faltando  03:28, com o jogo já vencido.

Contra o Knicks de Carmelo Anthony, outro passeio do time de Los Angeles, 99-82, Kobe também não precisou forçar o jogo nos últimos cinco minutos, mesmo assim teve 0-1 nos arremessos.

Contra o Denver Nuggets no Staples Center, na volta de Andrew Bynum ( que brilhou, com 29 pontos e 13 rebotes), o jogo foi sim decidido nos últimos instantes, Kobe fez 3 pontos, todos em lances-livres, o camisa 24 converteu 3 dos 4 que tentou, não acertou nenhum arremesso nas suas duas tentativas, e cometeu um turnover a 50 segundos do fim. O Lakers ganhou por 92-89

No outro jogo contra o Denver, dessa vez no Pepsi Center, o jogo voltou a ser decidido nos minutos finais, Kobe teve o aproveitamento de 2-6 nos cinco minutos finais, além de cometer dois turnovers, o Lakers nessa partida perdeu por  99-90, e o camisa 24 teve o aproveitamento pifio, de 6-28 nos arremessos de quadra o jogo todo.

Bom, juntando todas as partidas nos cinco minutos finais, Kobe Bryant tem um número de 4-16 nas suas tentativas, que dá um total de 25% de acertos, um número bem abaixo do que ele é capaz. Eu como fanático pelo Lakers, estou preocupado, será que a lesão no pulso realmente está atrapalhando ele? A idade realmente chegou? O fato é que o camisa 24 está acertando menos de 20% das bolas de 3, 40% dos arremessos de quadra e 82% nos lances livres, tirando os lances livres, os outros são os piores números de Kobe na carreira, além dos 4,67 turnovers, outra pior marca da carreira.

Lógico que esses números irão melhorar, mas Kobe precisa sossegar o facho, e Mike Brown, que ao contrário de Phil Jackson, é muito explosivo, realmente cobrar, e não simplesmente passar a mão na cabeça do maior jogador da história do Los Angeles Lakers.

%d blogueiros gostam disto: