Assinatura RSS

Arquivo da tag: Esportes

Nenê se torna Free-Agent e Greg Oden deve ficar em Portland

Publicado em

        Como já era de se esperar o brasileiro ( ou nascido no Brasil que tem vergonha disso) Nenê Hilário, não exerceu a opção de continuar no seu contrato por mais um ano e rescindiu o mesmo, ele deixará de ganhar 11,6 milhões de dólares para ser free-agent.

Pode ser a maior burrada da vida do Nenê… como andam as negociações os salários dos jogadores devem cair substancialmente e o Nenê dificilmente, apesar de ser o melhor free agent desse ano, receberá uma proposta tão boa assim, o paulista de São Carlos deve ser procurado por Miami Heat, Golden State Warriors e outros times que tem um fraco garrafão, segundo as informações ele estava infeliz em Denver, quer respirar novos ares, então Boa Sorte a Nenê!

Outro pivô, Greg Oden, deverá continuar no seu Portland Trailblazers que  fez a oferta qualificatória de 8,8 milhões fazendo-o free agent restrito, a primeira escolha do Draft de 2007, jogou um total de 82 jogos nesses 5 anos… depois os donos reclamam que perdem dinheiro…

Anúncios

O Draft veio e nenhum troca aconteceu no Lakers… será que ainda teremos uma grande troca?

Publicado em

Gasol precisa estar com essa vibração para o Lakers ganhar

               Muitas vezes o Lakers por ser o Lakers é  muito envolvido e rumores e todos caem, Varejão, Derrick Williams, Kevin Love, Monta Ellis, Dwight Howard entre outros foram envolvidos em trocas que os levariam ao Lakers, na verdade o Lakers é mais envolvido em rumor de troca que a Vivi Fernandez aparece em filme pornô.

Mas enfim a única coisa que realmente mudou é que o Lakers parece que quer reduzir muito os minutos do Fisher e do Kobe, draftou uma boa dupla de armadores para o banco, no free-agency market o Lakers não tem muitas opções, nem sabemos como será… se não tivermos a mid-level -exeption o Lakers não vai ter espaço nenhum na sua folha salarial, mas não sabemos como será, de qualquer forma se o Morris não der certo, o Lakers quer se livrar do Blake mais do que o Fabio Junior se casa, temos ai um Micheal Redd que pode ser o desafogo para quando o Kobe estiver no banco, o Yi Jianlian que não se acertou em nenhum time pode ser uma boa opção para o garrafão, quem sabe pegar o J.J Barea ou o Deshawn Stevenson para darem aquela levantada no time que vem do banco, o fato é que Gasol, Bynum ou Odom não devem ser envolvidos em trocas como foi citado antes, nesse momento o elenco do Lakers é esse:

PG: Fisher, Blake, Morris**

SG: Bryant, Brown* e Goudelock**

SF: Ebanks, Artest,  Barnes e Walton

PF: Gasol, Odom e Caracter

C: Andrew Bynum

 

Então claramente o Lakers precisa de um reserva para o Bynum, já que o Caracter é baixo e gordo, o Lakers vai tentar se livrar do Luke Walton, mas achar algum psicopata que banque seu salário é meio dificil, para a reserva do Bynum, tentaria o free-agent Chris Wilcox ou o veterano Kurt Thomas, o importante é que as mudanças serão mais no jeito de jogar, o time terá o garrafão sendo explorado de mais, Gasol se jogar o que sabe pode se dar muito bem, Bynum caso não sofra com lesões é bem capaz que seja all-star, Lamar Odom pode manter seu bom nível vindo do banco, um cara que eu pessoalmente acho que o Lakers deveria dar espaço é para o Devin Ebanks o irmão perdido do Ariza, no pouco tempo que teve sempre demonstrou alguma coisa boa, é o atleticismo que falta ao perímetro defensivo do Lakers, um cara para enterrar no contra-ataque e acabar com a apatia do time, mas o problema de verdade do Lakers mora na armação, Fisher não arma nem jogo de dama, Blake coitado, pensa que está pescando enquanto joga, quem sabe o Morris resolva esse problema por ser bem mais jovem e gosta de acelerar o jogo com uma boa distribuição de jogo e o outro novato Goudelock pode fazer as bolas de 3 que não caem desde a  época que o Vujacic não pegava a Sharapova, Mike Brown veio para melhorar os dois problemas dos Lakers, a defesa do perímetro e  o jogo de ataque ( não toca a bola pro Kobe e já era), se ele usar o Gasol e o Bynum como o Orlando usa o Howard o Lakers pode se dar bem, principalmente porque o Gasol passa muito bem a bola, e com um bom arremessador do perímetro ele ganha bem mais confiança para passar, na defesa o Fisher e o Blake não fazem nada, o Morris pode ser a salvação, embora tenha sido apenas a 41ª escolha, Morris já foi especulado na primeira rodada, mas ainda o acham muito verde para a NBA, por isso caiu tanto assim no draft, e o Kobe apesar de tudo precisar marcar também…  embora eu acho que o Lakers deve fazer com o Kobe o que o Spurs fez com o Duncan esse ano, vamos ver, o draft me deixou um pouco animado, vamos ver como o Lakers se movimenta a partir de 1º de julho quando abre o mercado de free agents ( caso não haja um lock-out).

E vocês mudariam muita coisa no Lakers, acham que assim está bom, que o esquema  do Brown vai ser legal?

Kyrie Irving e Tristan Tomphson são as esperanças do Cavs para voltar ao caminho das vitórias

Publicado em

Certamente esse era o dia mais esperado para a torcida do Cavs, que sofreu muito na última temporada, primeiro por perder o astro local, Lebron James, depois por fazer uma campanha rídicula, que só não foi pior que a do Wolves ( é impossível ser pior que o Wolves né, nem o Clippers consegue isso), mas veio então o draft, que após a derrota para o do Lebron, que dizer Heat, para o Dallas  deve ter sido o dia mais feliz no estado de Ohio.

Muitos estavam em dúvida se o Cavs iria apostar no jovem de apenas 19 anos nascido na Austrália, Kyrie Irving, que participou de 11 jogos por Duke, ou no ala que chegou no Final4 por Arizona, Derrick Williams,  o Cavs  jogou a moedinha e escolheu o armador de Duke, que é um brilhante jogador, mas que apresentou probelmas físicos, é uma aposta de risco, ele pode sofrer um processo similar ao do Evan Turner que só se achou quando entrou em forma e ajudou o 76ers, levando até a franquia da Pensilvânia, pensar seriamente em trocar Andre Iguodala para dar espaço a Turner.

Já na quarta escolha, que muitos apostavam em Enes Kanter, que saiu na 3ª escolha para o Utah Jazz, o outro nome era de Jonas Valanciunas, mas o risco de o Lituano vir jogar na NBA só da qui 2 temporadas, pesou na decisão da equipe em selecionar Tristan Tomphson, que nasceu no Canadá e jogou por Texas  na última temporada, muitos inclusive eu, acham que o Cavs fez uma besteira nível Milicic ou Baby, outros que Tomphson pode se desenvolver, mas resta saber em que posição ele jogará, já que não é um jogador que seja rápido o suficiente para jogar de ala, ou tenha um bom jogo de garrafão para jogar de ala-pivô… mas se o Cavs o escolheu eles devem saber o que estão fazendo.

Resumindo, acho que o Irving já chega para meter a camisa e ser um jogador impactante, Ramon Sessions deve rodar ( acho ele um bom armador) e Baron Davis deve ser um jogador para ser o tutor de Irving, ele é muito rápido, líder, e tem o espírito de campeão, já o Tristan Tomphson deve ser titular na posição 3, não é um cara que me inspire confiança… acho que o time titular do Cavs fica: Irving, Parker, Tomphson, Hickson e Varejão… ainda acho que o Cavs vai fazer alguma troca, já que tem o Jamisson e o Sessions como boas moedas para conseguir um ala-armador, e talvez brigar pelos playoffs.. embora acho que nessa temporada não vão ganhar nada… mas não serão ridiculos como foram esse ano.

E vocês, confiam nas escolhas do Cavs e o que acha que falta para eles voltarem aos dias de glórias e ganharem o título antes do Lebron?

Dallas é a hora do amarelão virar dourado…

Publicado em

Hora de se consagrar Dirk...

Claro que eu preferia o Lakers na final da NBA… mas como não estamos lá… temos que exaltar os que estão lá Miami Heat e Dallas Mavericks.

Hoje pela primeira vez na história o time de Dirk Nowitiski tem a chance de ser campeão, na última vez que eles chegaram na final com o mesmo Miami Heat,  perderam de 4-2, agora eles podem devolver esse placar, e para isso contam com o alemão pipoqueiro da última final, Dirk Nowitiski.

Cinco anos se passam, acho que ninguém apostava que o Dallas, conseguisse chegar na final, ainda mais passando por 4-0, comendo o Lakers com farinha, o tempo foi bom para o time de Dallas, Dirk está bem mais maduro, trouxeram o Jason Kidd, finalmente conseguiram ter um garrafão bom, e eles tem o melhor ataque de perímetro da NBA, tem uma boa defesa por zona, e Mark Cuban calado. Nessa série o time vem sendo superior ao Miami, principalmente por contar com um Dirk imparável, hora Jason Terry, hora J.J Barea, vindos com muita energia  e bolas de 3 do banco, tem finalmente Tyson Chandler sendo dono do garrafão, apesar de Haywood lesionado ( ele deve jogar hoje), com o Jason Kidd apesar de velho conseguindo de alguma forma jogar bem, com o Shawn Marion sendo importante de mais, e até o novo Scalabrine, Brian Cardinal sendo importante em alguns momentos, o time do Texas tenta finalmente deixar de ser  humilhado pelo Spurs, que joga feio e ganha título.

No Miami Heat, o time ao contrário de 2006 não tem uma presença de garrafão como tinha Shaq, Bosh é bom mas não dominante e ocupa tanto espaço quanto Shaq, o time é indiscutivelmente melhor, naquele time de 2006, Wade teve que jogar com a alma toda para levar  o título, hoje não, ele tem Lebron James ao seu lado… será?, ele que já ficou com fama de rei da pipoca em Cleveland, está a fim de abrir uma fábrica de milho, vem com médias de 17 pontos por jogo nas finais, que não são ruins, mas não é o que se  espera  para alguém que quer ser considerado melhor que o Jordan, mais do que isso, é como ele se esquiva da decisão, simplesmente não arremessa, é indiferente, mesmo que for para chamar a responsabilidade e errar, como Kobe faz, ele tem que tentar, ser efetivo, conseguir ao menos um anel, coisa que seus rivais Kobe e Jordan tem 5 e 6 respectivamente, o Rebote Blog, fez uma analise interessante, ao dizer que Lebron gostou tanto do elogio de Pippen que decidiu se tornar um Pippen, ou seja um coadjuvante de Wade,  fora que o Heat não tem uma força do banco legal, só Mario Chamlers e Udonis Haslem contribuem legal, Mike Miller que recebeu um caminhão de dinheiro foi o maior desperdício do Heat nessa temporada, mas eles se mantem na série principalmente pelos rebotes ofensivos e por Dwyane Wade, que se machucou no último jogo.

Será que hoje o Mavericks leva? Acredito que sim, o time do alemão Frankenstein, tem tudo para faturar o título, ele deixar de ser chamado de amarelão, Kidd finalmente levar um título, Marc Cuban mandar todo mundo chupar, Rick Carlisle ser consagrado pela sua defesa de zona, e principalmente, a comparação Lebron vs Jordan acabar de vez, confio no Dallas de Dirk e vocês?

Pra quem você vendeu sua alma, Chris Paul?

Publicado em

Chris Paul, com essa carinha de Santo não me engana...

           Caramba… hoje o dia na NBA tá igual intestino de criança, primeiro o primeiro da conferência perdeu… depois o meu Los Angeles Lakers perdeu pro Chris Paul, o cara tava possuído, fez pacto com o Zé do Caixão, só pode… 34 pontos, 7 rebotes, 14 assistências, 4 roubos de bolas e apenas 2 erros, Sensacional, ele ainda guardou 18 pontos no último quarto pra fechar o caixão de vez do Lakers, ou apenas Kobe Bryant que fez seus solitários 34 pontos.

Vamos por partes: O Lakers não foi o Lakers, e o Hornets não foi o Hornets, onde que o um time que já não é bom, perde o David West, consegue dar um coro no Lakers, e onde um time completo que venceu  o outro 4 vezes na temporada regular, perde? Uma dúvida que nem  os grandes filósofos são capazes de responder… mas o Chris Paul e o Zé do Caixão sabem, o primeiro  fato para a derrota do Lakers, foi o Gasol, voltar a ser o ” Gasoft”, a namorada do cara é mó linda… se eu fosse o Phil Jackson proibiria SEXO nos playoffs… porra o cara gasta toda energia dando uma bimbada e não consegue jogar, só para se ter uma idéia do tamanho  do desespero, o Aaron Gray ( quem é esse Pokemon?) fez 12 pontos, o Carl Landry 17, todos nas costas, pernas, penis e cabeça do Pau Gasol, não estou querendo culpar o Gasol por tudo, mas só cobre de quem você espera alguma coisa, no ataque o espanhol fez míseros 8 pontos.  Andrew Bynum fez sua parte pelo tempo que jogou 25 minutos, 13 pontos 9 rebotes e 2 tocos, Ron Artest 16 pontos e 11 rebotes, mas uma coisa que o Lakers realmente precisa pensar é em colocar Kobe para marcar o Paul, quem não lembra nos playoffs do ano passado que ele parou o Westbrook, então é isso… ou essa defesa e essa vontade melhoram, ou Tchau-Tchau 3 peat.

Estatistica Inútil: Sempre que o Phil Jackson ganha o primeiro jogo da série, ele fatura, mas ele perdeu, e na última vez que ele perdeu  o primeiro jogo em 2008 para o Boston Celtics, o Lakers perdeu o título… então… Vamos contratar o Pai Xoxó para o Lakers.

Analise dos playoffs… Oeste: Denver Nuggets e Oklahoma City Thunder

Publicado em

todos amigos... que alegria

             Aiiiiiii achei uma série boa para assistir, Denver e Oklahoma… essa série vai fazer eu gastar meu estoque todo de Trakinas e de Salgadinhos, tem tudo para ser a série mais empolgante  da primeira rodada dos palyoffs, tão empolgante quanto hipismo, de um lado o time dos pentelhos que jogam muito do Oklahoma, do outro o time mais coletivo da NBA ( é meio irônico dizer isso, já que eles tem o J.R Smith), dois times rápidos e com força no garrafão, série booooooooooa.

          O time do Denver melhorou de forma assustadora depois da troca que tirou  Carmelo Anthony e Chauncey Billups do time, você deve me chamar de doido né, como um time que perdeu dois jogadores de primeiro escalão conseguiu melhorar… simples agora o time  só precisa de uma bola para jogar, o Denver é o time mais altruista da NBA, podiam até participar da campanha do Criança Esperança, todos de mãos dadas e felizes, só para se ter uma idéia no jogo contra o Warrios 9 jogadores do Denver marcaram 10 ou mais pontos, apenas Monta Ely que participou de dois minutos não conseguiu pontuar, Danilo Galinarri, J.R Smith, Wilson Chandler e Aaron Afllalo, são quatro excelentes jogadores, deles o Denver pode esperar 50 pontos, mas pena que alguns vão ter pouco tempo de quadra, Afflalo está voltando de lesão e é queridinho do treinador, J.R Smith é um psicopata que se estiver em um dia bom, ganha o jogo sozinho, mas se tiver em um dia ruim, fudeu tudo , Galinarri é um jogador que eu gosto muito, é um jogador que  faz sua parte bem, e por incrivel que pareça é decisivo, Wilson Chandler é outro jogador que chama a atenção, seu estilo é igual ao de Melo, mas ele não tem o dinheiro, as mulheres ou a bandana legal do Carmelo, na armação dois jogadores também excepcionais, Ty Lawson e Raymond Felton, dois caras que juntos podem envolver qualquer parede defensiva, Lawson aprendeu a arremessar de 3 do meio do nada, fazendo 10 bolas de 3 seguidas em um jogo, e Felton  é um armador puro e rápido, quando precisa sabe cadenciar também, já no garrafão o Denver tem a defesa como forte Kennyon Martin e Nenê quebram qualquer um, dois bruta montes, bombados que não tem medo de ninguém e que tambem  sabem atacar quando necessário, Nenê é  o jogador de confiança do Denver, quando o jogo tá apertado joga a bola nele que pontuando ou dando assistência ele ajuda, já o Martin faz sua parte com arremessos bons de média distância, ainda temos o Al Harrington que quando quer faz alguma coisa útil além de mostrar sua beleza assustadora de crianças, ainda temos o “The Birdman” Chris Andersen que defende até mendigo da policia, mas com esse time fodão, como o Denver não é cotado para vencer a série? Muitos dizem que na hora da decisão o Denver não terá um cara para isso, os mais indicados são Nenê e Galinarri, mas nenhum inspira a confiança de Carmelo Anthony ou Chauncey Billups, e como o própio George Karl sabe, o Thunder é o time que todos odeiam jogar contra, são rápidos, forte e novos  o pior adversário que eles desejavam.

           O Oklahoma também reformou o time no meio da temporada, tocou o  jogador mais verde do time Jeff Green ( trocadilho horrível) e Nenad Krstic o Pau Gasol sérvio com nariz grande, por Kendrick Perkins e também trouxeram Nate Robinson e Nazr Mohamed, todos os especialistas e até eu que sou um Zé Ninguém, sabíamos que para o Thunder ser candidato ao título faltava fortalecer o garrafão, agora eles tem um garrafão não tão bom no ataque mas que defende muito, Perkins é aquele cara que perto da cesta da tapa até na sua mãe, tenta impedir a cesta de qualquer jeito, e quando não consegue, tem o Ibaka que pula igual uma pantera para dar o toco, e no ataque o africano também melhorou muito, arremessando bem do perímetro e enterrando na cabeça de quem ele quiser, realmente virou uma ameaça, no duelo individual, não acho que nenhum deles, vencerá o Nenê, Perkins e o brasileiro se odeiam é capaz de ter briga até, já o Ibaka contra o Kennyon  Martin vai ser legal, dois jogadores parecidos, mas só que Ibaka é novo e Kennyon é do tempo onde a bola era de pedra ainda, mas fora do garrafão é que mora a força do Thunder, com os pentelhos Russel Westbrook e Kevin Durant, que juntos destroem qualquer time, com qualquer defensor, Durant mais uma vez cestinha da temporada, melhor jogador do mundial e futuro MVP, apostava nele com MVP já nessa temporada, mas o prêmio será do Rose, se ele não for MVP em 3 temporadas, me cobrem uma bala de canela, já o Westbrook vem melhorando a cada dia, o cara enterra muito, vai pra cima até do saudoso Manute   Boll ( 2,31  tinha a criança), e melhorando seus arremessos longos, é um jogador completo, além de tudo ainda passa muito bem a bola, o outro jogador do perímetro é Tabo Sefolosha , um  bom defensor e nada mais, pode para um dos 5 jogadores bons do perímetro do Denver, ainda temos o James Harden, que melhorou meio inexplicavelmente, e faz sua parte de pontuar bem, mas não defende, ai que mora o problema, se no garrafão, eles tem boas chances de vencer, no perímetro vai ser complicado defender, tanto Denver quanto o Oklahoma só tem o perímetro bom no ataque, na defesa pouco  vão ajudar.

         Essa série to palpitando meio sem certeza, mas acho que o Denver coletivo vence por 4 a 3 

A evolução dos despercebidos…

Publicado em

 

 

Fiquei com a mesma cara ao te ver jogar nessa temporada, Tyler

 

A NBA nessa temporada está trazendo gratas surpresas, como esse homenzinho com cara de psicopata ai em cima, ele é o Tyler Hansbrough do Indiana Pacers e melhorou assustadoramente ( mais do que a cara dele)   nessa temporada, além dele tem mais algumas aberrações da natureza que do meio do nada resolveram jogar.

Todo ano tem o prêmio de MIP ( Most Improved Player) jogador que mais evoluiu, esse ano o prêmio está mais disputada que a Playboy  da Vera Fisher, Nick Young, Dorell Wright, Jodie Meeks, Jrue Holiday, “The Sharapova Boy” Sasha Vujacic, “The Kim Kardashian Boy” Kris Humpries, Marcus Thornton e mais alguns.

Esses caras despercebidos vieram ganhando espaço, alguns trocaram de time como Dorell Wright, que era um reserva completador de banco, para se tornar titular e fazer  16 pontos por jogo, como isso? Simples. Ele era um jogador no Heat que só entrava e matava uma bola de 3, foi para o Warriors em que esse seu arremesso é muito bem explorado no ataque run-and-gun.

Já o Nick Young, aproveitou que o Wizards está desesperado em reconstrução para se tornar o principal pilar ofensivo do time, antes ele só jogava contra o Lakers, agora ja é um jogador completamente diferente, ataca a cesta, arremessa fenomenalmente de 3 e tem como parceiro John Wall, é um jogador louco, um JR Smith mais magrelo, mas que ja se mostra uma peça importante nessa reconstrução do Wizards.

O Psycho-T, melhorou nesse fim de temporada, jogando até mais que Danny Granger e conduzindo a equipe até os playoffs, o jogo dele eu tenho acompanhado bastante, ele é um bom arremessador de perímetro, mas agora ele melhorou o seu jogo físico, indo para cima e enterrando na cabeça de todo mundo, ( olha essa no Amare).

Um time de futuro é o Clippers, a piada de Los Angeles, tá montando um time de futuro que já está dando resultado, Eric Gordon depois do mundial virou um jogador fodão do Clippers, ele não fica só chupando picolé e vendo o Blake Griffin destruir todo mundo, ele ajuda a destruir todo mundo, bom arremessador, sabe ir pra cima de todos e até de garçom está servindo, ainda no Clippers temos o Deandre Jordan, que virou uma máquina de tocos, na ausência do mito Chris Kaman, até o Nenê tomou toco dele, além disso ele aproveita o espaço aéreo e da umas enterradas na cara, não é Kevin Love.

Por falar em Love, o cara era bom na temporada passada, mas nessa ele tá fodão, evoluiu de 14 para 20 pontos e de 11 para 15 rebotes, além de absurdos 42% nas bolas de 3, o engraçado é que o seu jogo é praticamente o mesmo, ele só ganhou muito mais espaço na ausência de All Jefferson, trocado com o Jazz, e ainda tem o seu companheiro Micheal Beasley que após problemas com drogas encontrou seu jogo em Minessota, tem média de 20 pontos também e junto com Love é o futuro do Wolves para uma temporada vitoriosa.

No Nets temos dois jogadores que se não evoluiram tanto no jogo, pelo menos no amor deram uma sorte ferrada, o Kris Humpries tá dando uns pegas na deliciosa Kim Kardashian e o Sasha Vujacic ainda tá com a Maria Sharapova, mas tirando isso eles melhoraram também no seu jogo, o Humpries é uma máquina reboteira que cobre os buracos deixados pelo irmão sem cabelo do Robin Lopez, Brook Lopez, além de conseguir jogar em um bom nível no ataque, já o Vujacic está jogando muito no Nets, com seu jogo de arremessos precisos e uma razoável defesa, finalmente ” The Machine” voltou.

Outro jogador que me chama atenção é Ryan Anderson, com a troca do Rashard Lewis, ele virou o Rashard Lewis, bom arremessador de 3, alto, mais forte que o Rashard Lewis e com fobia de garrafão, é a principal válvula do banco do Orlando Magic.

No surpreendente Philadelphia 76ers, temos o Jodie Meeks e o Jrue Holiday, o primeiro foi realmente uma surpresa que surgiu do meio do nada, enquanto todos esperavam que o novato Evan Turner se soltasse vimos um bom arremessador de 3 e que quebra um galho na defesa se destacar, o esquema do time é muito bom para ele, pois as atenções dificilmente ficam nele, já o Holiday ano passado chamava um pouco a atenção, principalmente num jogo que vi, que ele entortou a costela do Kobe Bryant, ele já se mostra maduro, superando alguns jogadores vindos do mesmo draft como Brandon Jennins, Tyreke Evans e quem sabe Stephen Curry.

Temos ainda outros bons nomes, como Kyle Lowry,  Lamarcus Aldrige e Marcus Thornton do Kings.

Quem vocês acham que merece o prêmio de jogador que mais evoluiu? Eu fico com Kevin Love.

%d blogueiros gostam disto: